Propaganda de poucas palavras

A Nova Era da Localização de Clientes
19 de dezembro de 2017
Streaming
14 de fevereiro de 2018
Muito já se discutiu no mercado sobre esse tópico, principalmente entre os publicitários. Mas vale sempre à pena lembrar e ajudar os anunciantes a entenderem mais a fundo sobre o uso de texto em suas campanhas.
De um lado, a maioria dos donos sentem uma necessidade avassaladora de incluir tudo o que puderem no espaço que estão comprando, para assim, sentirem que estão aproveitando até o limite cada centímetro ou segundo do seu investimento.

Esse reflexo vem de uma idéia equivocada sobre a comunicação. Na prática o que temos que fazer é uma exposição contínua da empresa ou produto, que vão então sendo lembrados, fixados e assimilados pelo consumidor.
A comunicação sempre é um processo continuado e não uma ação única e isolada. Não adianta poluir uma arte com um conteúdo extenso de informações pois elas não serão absorvidas pelo público. Primeiramente por que estamos falando de algo comercial, que já tem uma relevância diferente para as pessoas; segundo por que a cada dia diminui tanto o poder de administrar tanta informação despejada nas mídias, como a disposição para a leitura.
Outro fator importante é que cada meio possui uma característica própria. Revista, jornal, internet, outdoor, rádio etc. E cada um tem sua função dentro do conjunto de ações de uma campanha. Elas se complementam na batalha de cercar um público alvo e causar a frequência de impactos que se faz necessária para a divulgação. Se hoje muitas empresas usam somente uma mídia como veículo, talvez seja hora de rever a estratégia de marketing.

Do lado das agências a luta é sempre por manter artes limpas e de fácil assimilação, que possam conquistar e passar o recado sem ter que dizer muito. Na verdade esse objetivo é o maior desafio dos profissionais de criação: vender a idéia sem falar demais na cabeça do consumidor, e tornar a propaganda que invade nosso dia a dia, em algo agradável ao mesmo tempo.

Nesse artigo segue um vídeo de exemplo e propagandas de outros lugares do mundo para demonstrar isso.
Dany MacNeed.