MacNeeds em entrevista no Correio Popular

Koa Têxtil – Blumenau
4 de junho de 2020
Father’s Day Tatysserie
29 de junho de 2020

MacNeeds propaganda é destaque no Portal do jJornal Correio Popular ( Interior de São Paulo ) desta segunda-feira 22 de Junho.

A matéria teve como tema o dia do Mídia – profissional que cuida da seleção dos meios de comunicação que serão utilizados em uma determinada ação de marketing.
Confira abaixo a matéria completa com entrevista do Jornalista Gustavo Magnusson/AAN.

No último domingo, 21 de junho, foi comemorado o Dia do Mídia, em homenagem a este profissional que exerce papel estratégico dentro do mercado publicitário, planejando e veiculando as campanhas criadas pelas agências de propaganda para seus clientes. A data é celebrada desde 1977, quando foi instituída pela Central de Outdoor. Por conta da ocasião comemorativa, o Correio Popular publica hoje, segunda-feira, a quarta reportagem da série que discute a importância e as responsabilidades da profissão, as particularidades e transformações de seu exercício, além dos desafios enfrentados pela classe em meio à pandemia do novo coronavírus.”

O mídia precisa encontrar a melhor maneira possível de fazer a mensagem do cliente encontrar o público alvo a que aquela mensagem se destina. Muitas vezes é quase uma arte fazê-la chegar de forma eficiente e economizando o máximo possível” resume Daniel MacNeed, que exerce a função de Atendimento Criativo na agência MacNeeds Propaganda, empresa que soma 25 anos de história em Campinas. Segundo ele, “cada vez mais aumenta o número de canais, o que por um lado ajuda a especificar melhor um nicho, mas por outro complica a vida dos mídias devido à imensidão de opções que as pessoas têm. O que antes se resumia à TV aberta, rádio, jornal, revistas e mídias exteriores, agora se estende a milhões de opções de canais, sites, redes sociais e geradores de conteúdo. Todo o mercado foi fracionado em infinitos locais. É tão complicado que até surgiram as empresas de Big Data para poder rastrear e categorizar as pessoas, seus gostos, costumes, preferências, o que assistem, onde compram, que sites acessam e até mesmo por onde andam, com sistema de geolocalização. Um bom mídia vale ouro”, completa.

De acordo com Daniel, o cargo de Atendimento Criativo foge do tradicional nas agências de publicidade. “Depois de termos muitas pessoas na rua fazendo atendimentos e prospecções, uma frase sempre voltava do mercado: ‘Eu quero falar com alguém da criação, que vai me atender e auxiliar nas ações, nos trazendo ideias’. Os vendedores tradicionais já não tinham as habilidades que os clientes queriam. Na MacNeeds, analisamos toda a situação do cliente e levantamos tudo o que ele pode fazer para resolver suas demandas, dentro do que ele tem de tempo e recurso para trabalhar. Ser um Atendimento Criativo facilita ir além de tirar pedido, pois quem é de criação muitas vezes consegue ver a oportunidade onde ninguém mais vê, uma vez que estamos constantemente pensando nas coisas com a premissa de rejeitar o óbvio. Alguns criativos renomados afirmam que excluem de cara suas primeiras 50 ideias pois provavelmente alguém já pensou nelas antes em algum lugar”, afirma.

A entrada de Daniel MacNeed no ramo publicitário aconteceu aos 17 anos de idade. As portas se abriram mesmo sem ele ter planejado previamente ingressar nesta área. “Eu estava a caminho de ser biólogo, mas fui literalmente puxado para a profissão de publicitário pelos amigos e futuros chefes Hildebrando Neto e Eliete Francabandiera. Eu era dono de uma lanchonete da qual eles eram clientes e, ao se depararem com as ações de propaganda que eu mesmo criava para a empresa, me incentivaram a mudar de ramo e trabalhar com eles”, revela Daniel, que fundou a MacNeeds Propaganda em 1994, enquanto ainda cursava Publicidade e Propaganda na PUC-Campinas.

“Nossos primeiros clientes foram parentes e amigos, só depois começamos a prospectar comércios pequenos na cidade. Em pouco tempo, tivemos que fazer a primeira ampliação quando começamos a trabalhar para supermercados. Naquele tempo, não havia câmera digital e era inviável contratar fotógrafos, assim criamos nosso próprio estúdio de fotografia publicitária (Frozen Frames), atendendo, assim, as demandas e o prazo rápido que os clientes precisavam. Tínhamos que de fato ir às compras nas lojas dos clientes, colocar tudo no carrinho de compras, levar para o estúdio da agência, fotografar, revelar no shopping, escanear, recortar, fazer os folhetos e, acredite ou não, passar por fax para o cliente aprovar”, relembra.

“Depois disso, vieram os shoppings e os lojistas. Atendemos marcas como Café do Ponto, Marcia Mello, Montana Grill, Mothers Chocolates, NET, Claro, Riachuelo, Boticário, DMS Burnier e diversas outras empresas”, enumera. Daniel MacNeed ressalta que a parceria com o Grupo RAC teve papel fundamental na trajetória da MacNeeds Propaganda. “Somos do tempo em que mandávamos as artes para o jornal ainda por conexão discada. Era mais fácil pegar o carro e ir até o parque gráfico ou a unidade do centro para levar pessoalmente um disquete”, brinca. “Participamos desde a primeira edição da revista Metrópole”, recorda-se Daniel.

Em meio ao atual cenário da pandemia do novo coronavírus, o distanciamento social tem gerado alterações significativas na maneira de conectar cliente e veículo na MacNeeds. “Por segurança, movemos a maior parte da criação para home office por dois meses, o que, queira ou não, diminui um pouco a velocidade e o ritmo que gostamos de imprimir ao fluxo de trabalho, mas de forma geral o maior desafio foi o de ajudar os clientes em necessidade. Para nós, como agência, a época é de auxiliar as empresas ainda mais, principalmente aquelas que estavam confortáveis demais, ou seja, como tinham muitas vendas, não se preocupavam em arrumar a casa. Agora que a venda praticamente cessou, viram o quão defasadas estavam. Muitas sem site, sem mídias sociais, sem o que fazer para se manterem no mercado. E podemos ter a satisfação de ver dispararem na frente aqueles clientes que se esforçaram por anos para criar produtos e marcas fortes e agora podem desfrutar do patamar atingido”, conclui Daniel MacNeed, que trabalha junto com outros profissionais de mídia multidisciplinares como Felipe Gorreri e Gabriela Monzillo.